Câmara Municipal de Coronel Martins -

Ata da Sessão Ordinária nº 13 de 08-05-2017


Aprovado(a)


Ata da Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Vereadores de Coronel Martins, SC, de número treze (13º), da Sétima Legislatura, da Primeira Sessão Legislativa, da primeira sessão mensal ordinária, convocada pelo senhor Presidente, para as 19h00min horas, do dia oito de maio do ano de dois mil e dezessete (08/05/2017), tendo como local, a sede da Câmara Municipal de Vereadores, localizada na Rua Clevelândia, n.º 086, desta Cidade. E sob a presidência do vereador Sr. José de Barba, achavam-se presentes os vereadores: Arlenio Cecatto, Claudinei Chitto, Elisangela de Fatima Salvador, Luiz Carlos Savi, Marcio Pozzer, Paulo SestoTurmina, Sandro Luiz de Freitas e Valdecir de Souza. Havendo quórum regimental foram abertos os trabalhos da presente sessão, com leitura da ata da sessão anterior. Não havendo nada a discutir ou retificar foi colocada em votação sendo aprovada por unanimidade. Para a Hora do Expediente: Leitura de convite para Audiência Publica. Para a Ordem do Dia: NÃO HOUVE MATÉRIAS. Palavra Livre: fez uso o vereador senhor Luiz Carlos Savi, que saudou ao Prefeito Municipal senhor Ademir Madella, presidentes de associações, diversos professores e publico em geral que prestigiavam os trabalhos do legislativo. Mencionou sobre a grande importância do papel do professor na vida de todos, citando ser a educação o grande alicerce para composição do caráter do ser humano, sendo que esses profissionais devem ser respeitados sempre. Pautou sobre suas colocações realizadas na sessão anterior acerca do implementogobbi, mencionando que a administração municipal nesse ano não iria disponibilizar desse serviço. Contudo, essas informações foram rebatidas pela vereadora Elisangela de Fátima Salvador através de entrevista na Rádio Comunitária Pedra Branca FM 104.9, tendo citado que havia sido solicitado um orçamento para analise do custo da recuperação desse implemento,outrora o vereador Arlenio Cecatto afirmou que não seria feito o conserto deste. Luiz disse julgar que há inverdade nestas colocações por parte dos vereadores, pois são contraditórias. Frisou a necessidade da população do município, que é quase que essencialmente agrícola, ser beneficiada com os trabalhos da gobbi, pressupondo que a vereadora Elisangela desconheça a real funcionalidade desse implemento, citando que esse serviço é desuma importância para a produção das pastagens e para a manutenção da produção leiteira,atividade essa que gera a maior parte da renda dos munícipes. Disse que gostaria de saber se de fato a atual administração vai efetuar o conserto desse implemento, pois como já mencionado alguns comentam que a gobbi será arrumada,enquanto outros afirmam que nesse ano não haverá a disponibilização deste serviço. Luiz afirmou que a população realiza esses questionamentos, solicitando posicionamento concreto a respeito dessa situação. Na sequencia fez uso da palavra o vereador senhor Paulo Sesto Turmina, que cumprimentou os colegas vereadores, agradeceu a participação do Prefeito Municipal, Secretários de Administração e de Agricultura, aos professores presentes na sessão e ao público geral que prestigiava o trabalho do Legislativo na ocasião. Senhor Paulo agradeceu a atual administração por prestar o serviço de limpeza no terreno próximo a creche solicitado por ele, reiterando ainda seu pedido de diálogo com os professores, destacando a importância desta profissão e de por isso valorizá-la. Sem mais agradeceu a atenção. Posteriormente fez uso da palavra o vereador senhor Arlenio Cecatto, que saudou os colegas vereadores, registrou a presença do Prefeito Municipal, Secretários Municipais e ex-vereadores, cumprimentou o assessor jurídico da Câmara senhor Marlo e em nome deles estendeu saudações aos demais presentes na sessão, ressaltando sua satisfação com a presença de todos. Realizou esclarecimento acerca do questionamento realizado na última sessão acerca da utilização de água retirada da praça municipal com caminhão tanque, afirmando que ela está sendo destinada ao frigorífico, devido ao fato de que na localidade o poço artesiano secou. Enfatizou que a administração municipal informou que irá gerar um boleto para que a entidade custeie essa despesa. Acerca da receita recebida pelo município no inicio dessa administração, frisou que foram recebidos até então três milhões, seiscentos e noventa e nove mil, quinhentos e trinta e seis reais e vinte e quatro centavos, sendo que desse dinheiro, além da folha de pagamento - que já estáultrapassando 53% - foi pago trezentos e vinte mil de dívidas anteriores. A respeito do assunto da gobbi, afirmou que como agricultor sabe da importância deste serviço e que cobrou a administração municipal sobre isso, obtendo como resposta que devido as condições do município não seria viável utilizar esse implemento neste ano. Enfatizou que sente orgulho de ser agricultor e que conhece as necessidades destesetor, mas que infelizmente será preciso adaptar-se a realidade atual e aguardar que a situação seja resolvida quando possível. Nesse momento o vereador Luiz Carlos Savi solicitou um aparte, que lhe foi concedido, e agradeceu ao vereador Arlenio pelos esclarecimentos, enaltecendo que isso prova que o colega vereador está ao lado do povo ao informar sobre os fatos. Ao retomar a palavra, o vereador Arlenio afirmou que aceita cobranças e que irá repassá-las à administração. Acerca da reivindicação dos professores, mencionou que participou da reunião do sindicato e que acredita na importância do dialogo, informando que a disponibilidade da administração em esclarecer dúvidas e apresentar gastos, finalizando assim suas colocações. Fez uso da palavra a vereadora senhora Elisangela de Fátima Salvador, que saudou os colegas vereadores, autoridades e população presente na sessão. Inicialmente estendeu o convite para a audiência pública que acontecerá na Câmara de Vereadoresno dia 15 de maio, segunda-feira, a respeito da PEC 287 da Reforma da Previdência. Enalteceu a importância da discussão desse tema diante das inúmeras modificações e dificuldades de entendimento entre a população e o governo federal. Disse que na ocasião estarão presentes representantes de diversas classes sociais para falar sobre o tema, como uma mesa redonda com espaço para toda a população esclarecer dúvidas, reiterando, portanto, o convite a toda população. Na sequencia realizou esclarecimentos a respeito das colocações do seu colega, destacando a importância de rever quais são as atribuições do vereador, enfatizando que independente de classe social, situação financeira ou conhecimento científico, todos tem o seu valor. Afirmou que oportunidade de poder estudar é muito pessoal e que em nenhum momento menosprezou ou desvalorizou qualquer classe social ou qualquer profissional, seja ele da agricultura, da cidade, ou da administração. Solicitou que sua fala seja revista na íntegra e não apenas algumas considerações. Mencionou que leva isso em consideração por buscar informações sobre uma área específica, a agricultura. Salientou que não domina essa área e que considera não ser obrigação conhecer áreas específicas, mas sim ter humildade de buscar informações. Disse que fez isso ao conversar com o diretor da agricultura, onde ele teve a nobreza de explicar o que precisava. Segundo a vereadora, nesse momento é que ela conversou informalmente com o prefeito sobre a possibilidade de fazer orçamento sobre o conserto da gobbi, justamente porque considera muito vago simplesmente dizer à população que não vai haver esse serviço. Salientou que é preciso explicar e justificar o porquê não vai haver, mencionando que o diretor explicou que além da troca de peças há necessidade de manutenção. Elizangela reiterou que essa é sua fala na íntegra: a preocupação em esclarecer a população acerca dos serviços e do orçamento do município. Lembrou que as prioridades elencadas pelos munícipes na época da campanha foi em primeiro lugar a saúde e em segundo a agricultura. Contudo, ressaltou que o plano de governo foi pensado em uma situação diferente da realidade encontrada quando a administração atual assumiu a Prefeitura, sendo necessário inclusive revê-lo e também repensar ações. Disse que esses momentos de reavaliação vão acontecer e que considera interessante ser humilde perante a população para apontar falas diante de determinados entendimentos e que perante dúvidas podem ser utilizadas gravações para rever afirmações. Por fim agradeceu. O senhor presidente cumprimentou a todos os presentes na sessão, registrando a presença de professores, secretários municipais, ex-vereadores, em especial dos senhores Vardir Cecatto e Moacir Bresolin, bem como mencionou a presença do Prefeito Municipal, salientando que ele sempre prestigia os trabalhos do Legislativo. Enfatizou sua satisfação com a presença de todos nas sessões, reiterando convite para que a população participe e acompanhe as colocações dos vereadores. E não havendo mais nada a tratar encerrou a presente sessão e marcou a próxima sessão ordinária para as 19h00 do dia 15 de maio de 2017.

Esta ata foi aprovada na sessão ordinária do dia 15 de maio de 2017.

José de Barba - Presidente

Marcio Pozzer - 1º Secretário

Valdecir de Souza - 2º Secretário

 

Voltar
Scroll to Top