Câmara Municipal de Coronel Martins -

INDICAÇÃO Nº 03-2018


Aprovado(a)


Senhores(as) Vereadores(as):

O Vereador signatário, atendida a previsão legal do Artigo 171 do Regimento Interno da Câmara, apresenta à Egrégia Câmara de Vereadores de Coronel Martins, SC, para que aprecie e, após sua aprovação, encaminhe ao Excelentíssimo Senhor Prefeito Municipal a seguinte,

INDICAÇÃO Nº. 03/2018

INSTITUIÇÃO DA CAMPANHA POLÍTICA NA ESCOLA NO MUNICÍPIO DE CORONEL MARTINS.

JUSTIFICATIVA

A crise política brasileira gera discussões e incertezas. Assim, é oportuno refletir sobre o papel da formação cidadã e o papel da escola no enfrentamento dos desafios institucionais que estamos vivenciando. A educação dos indivíduos para o pleno exercício da cidadania, conforme preceituam a Constituição Federal e Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, pressupõe um efetivo processo de socialização e escolarização, uma vez que o indivíduo não nasce com o conhecimento das leis, dos direitos e dos deveres do cidadão e da organização do Estado e de suas funções. Para atender a esse pressuposto, a oferta da educação política na escola pode oportunizar o conhecimento, a troca de experiências e a reflexão crítica sobre as características e o modo de funcionamento das instituições e do sistema político, além de propiciar o desenvolvimento do senso de justiça, do respeito à diversidade, da tolerância, da solidariedade, competências imprescindíveis para criar relações democráticas efetivas. Assim sendo, sugerimos a criação, no Município de Coronel Martins, da campanha POLÍTICA NA ESCOLA, tomando como referência as noções práticas de participação e cidadania realizadas no projeto da CIDADE MIRIM, existente há 41 anos no Colégio OPET de Curi­tiba, PR. A estrutura é uma réplica em escala menor de uma cidade comum, com ca­­sas, comércio e órgãos públicos, e tudo isso dentro de uma escola. A experiência da CIDADE MIRIM tem como objetivo dar as primeiras noções de política para seus alunos, despertando neles o interesse pela vida em comunidade. Além de elegerem seus representantes, os estudantes sugerem projetos para serem debatidos e, como resultado, observam-se mudanças positivas na postura dos alunos, entre elas a melhoria no relacionamento com colegas, assim como uma primeira atenção a temas mais amplos relacionados à sociedade, tais como saúde pública, trânsito, violência, para depois pensarem em possíveis soluções, inclusive para fora da escola.

Trata-se de Educação Política suprapartidária, em que a democracia começa pelo conhecimento das regras do jogo, de modo que nossos pequenos cidadãos saibam como funciona o Estado, os poderes, as eleições e tudo o mais. Inegável, a Educação Política contribui para a formação integral do aluno e para o pleno exercício da cidadania, ao estimular a capacidade crítica e promover o desenvolvimento do senso de justiça e do respeito à diversidade, em que a gestão democrática e participativa nas escolas oportuniza, no plano prático, o desenvolvimento de ações cujos fundamentos devem ser esses mesmos valores inerentes à democracia.

Assim, na certeza da prudente análise pelo Poder Executivo, apresento a presente indicação.

Coronel Martins (SC), 16 de Abril de 2018.

Elisangela de Fatima Salvador - Vereadora Proponente (PT)

 

Autores:
Elisangela de Fátima Salvador

 

Voltar
Scroll to Top